quarta-feira, dezembro 13, 2006

Eu, Carolina

Enviaram-me isto por email e como esta "bonzinho" decidi transcrever aqui :)

Eu, Carolina


Em rigoroso exclusivo nacional, publicamos um excerto do livro "Eu,
Carolina Salgado" por incúria não incluído na obra agora à venda em todas
as grandes superfícies comerciais. Pelo manifesto interesse público do
excerto, e depois de garantido o consentimento da autora,
reproduzimoze-le-o? reproduzimo-si-o?reproduzimo-li-e-o? enfim,
pomo-se-le-o já a seguir. Arre!

«10 de Abril
O Jorge Nuno está inquieto. Os nervos estão à flor da pele e já me assentou
duas lambadas sem motivo aparente. Mas eu sei a causa. O FC Porto vai
receber o Riopele para a Taça de Portugal e, sem caldinhos com os árbitros,
ele desconfia que vai perder. Ofereço-me para mandar espancar o presidente
do Conselho de Arbitragem da Liga. Diz-me que não, que dá muito nas vistas.
Está a amolecer com a idade. E não me refiro só às capacidades para dirigir
o clube.

11 de Abril
O alternadeiro do talho, aqui no Ameal, disse que não me fia mais nada sem
ver dinheiro. Mandei espancá-lo com um barrote cravejado de parafusos,
claro está. Eu não sou dura. Foi a vida que me fez assim.

14 de Abril
Está-se mesmo a ver: sexta-feira à noite e, em vez de sairmos, sua
excelência quer jantar em casa com árbitros. E os ares sebosos dos tipos?
Um é careca, o outro tem um bigode que me faz lembrar um azeiteiro que
trabalhava no Calor da Noite. Só falam de foras-de-jogo e penalties. E só
comem fruta e doces, os alarves! Há semanas que não se come outra coisa cá
em casa.
Ao menos, não se perdeu tudo. O Jorge Nuno prometeu-me que me levava este
fim de semana ao estrangeiro para ver monumentos e coisas assim. Vai ser
tão romântico!

15 de Abril
Grande besta! O fim de semana romântico no estrangeiro, afinal, foi só eu,
ele e? mais 300 Super Dragões em Gelsenkirschen. E a o monumento era o
estádio dos alemães. Nunca fui tão apalpada na minha vida. Esta gente não
sabe que eu sou uma senhora.

17 de Abril
As finanças recusaram a minha declaração de IRS: não me deixam deduzir a
aquisição de um varão Inox nas despesas de "material profissional". Sabem
eles que isto custa os olhos da cara? Ou pior.
Conheço um rapaz que é trolha em Freamunde. Muito jeitoso de mãos. Pedi-lhe
para espancar o chefe do 13.º bairro fiscal do Porto.

18 de Abril
Afinal, era engano. O varão pode ser deduzido no IRS.
Se o chefe do 13.º bairro fiscal ainda tivesse nós dos dedos, poderia ser
ele a fazer a dedução.

19 de Abril
O Jorge Nuno revelou-me hoje que vai voltar para a primeira mulher. De
súbito, a minha memória reavivou. Estou a lembrar-me de tudo.
Tenho provas de que o Jorge Nuno esteve envolvido em todas as trapaças do
século XX, desde a falsificação das notas do Alves dos Reis até ao atentado
falhado contra o Salazar em 1930. E se a TVI me pagar mais, ainda posso
comprovar que foi ele quem trouxe a peste negra e o maestro António
Vitorino de Almeida para Portugal. E que o terramoto de 1755 só escavacou
Lisboa e arredores porque ele mandou.

In: maosaoar.blogspot.com

Um comentário:

Anatoly disse...

O autor é o Bulhão Pato, do maosaoar.blogspot.com

Bonzinho? O Bulhão é o maiiiiorrr!